Arquivo | 11:00

Menos duas

21 jun

Foto: Carolina Machado

Eu não escreví nada sobre o assunto e nem preparei nada em especial, mas no mês de Março o Afe, Maria! blog completou 1 ano. De tudo que pude vivenciar quanto ao retorno das pessoas em relação ao blog, o mais gratificante é pensar que alguém irá ler o que escrevo agora. Mesmo que em uma mínima parcela, quase que insignificante: ‘somos famosos’. Nos dias de hoje a internet nos permite à isso.

Com esta pouca pretenção, me orgulho em dizer que ultimamente estamos tendo média de 400 acessos dirários e hoje eu quero usar este meio de comunicação como uma forma de protesto.

Às vezes dói, quando nos deparamos com alguém com opiniões totalmente diferentes das nossas. Pior ainda, quando tem atitudes diferentes das nossas. Lamentável é quando acordamos e nos damos de cara com duas árvores derrubadas, por nada!

Longe de mim querer ouvir justificativas, porque pra mim: não há!

Duas árvores enormes, jovens e sadias: derrubadas, por nada! (Leia-se: na avenida principal de uma cidade). Gente, uma árvore não é um prédio, que pode ser ‘levantado’ em 1 ano. Uma árvore demora nada, nada, uns 10 anos para ficar: ‘pronta’. Não é como algo que pode ser reconstruído num piscar de olhos. Um corte não tem volta tão facilmente e de repente: a sombra já era!

E por falar nisso, uma delas fazia sompra para mim. Linda! Uma copa enorme: o sonho de qualquer bom apreciador da natureza. Acho que nem tinham conhecimento, mas alí dormiam alguns passarinhos que tomavam água diariamente no meu ‘quintal’.

Amigos, a vida é mais ou menos assim: aprendemos muito, mas também podemos ensinar à beça! Pelo pouco conhecimento que tenho, nunca ouví dizer ser normal a prefeitura autorizar cortes sem motivos bastante óbvios.

Por quê autorizar? Derrubar árvores: não é normal!

Achei melhor deixar meu protesto. Afinal de contas, se os direitos são mesmo iguais, imagine se esta moda pega? Infelizmente, nem todos tem gosto por uma boa sombra… Embora eu acredito que possam ter.

Portanto, antes de cometer este ato, repense o caso. Com árvores é muito melhor!

Estamos aqui para aprender… E ensinar. Repasse!
_________________________________________________________________________________________________________

“Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da Criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante” – Albert Schweitzer

Beijos, beijos e uma ótima quinta-feira.

%d blogueiros gostam disto: