Quando eu fui pra Turquia – Capadócia

7 ago
Roteiro: Capadócia (via Kayseri), Pamukkale (via Denizli e Istambul.

Roteiro: Capadócia (via Kayseri), Pamukkale (via Denizli) e Istambul.

Estive na Turquia no final do ano passado e até hoje é comum as pessoas me perguntarem: “Por que, Turquia?”. Seria mais ou menos assim… Com tantos lugares para conhecer no mundo, por que alguém escolheria ir pra lá?

Na verdade a gente (meu marido e eu) não tem lugares pré definidos para visitar. Vamos de acordo com a estação e condições: tanto de tempo quanto financeiras, e então decidimos por eliminação. Claro que depois de algumas opções, temos nossas preferências, mas para quem sonha em conhecer o mundo, todo cantinho pode fazer parte. (risos)

Mas vamos ao que interessa: algumas dicas e observações.

Existe muito o que visitar na Turquia. O país é riquíssimo, tanto de história quanto de diversidade geográfica. Como fomos no inverno, deixamos o litoral para uma próxima oportunidade e decidimos fazer: Capadócia, Pamukkale e Istambul, necessariamente nesta ordem. Digo isso porque a maioria dos roteiros que estive olhando antes de criar o nosso, fazia Istambul por etapas. Chegava-se por Istambul, conhecia a cidade por uns dois dias, então pegava-se um transporte para Capadócia ou Pamukkale e depois voltava para Istambul e aproveitava mais uns dois dias antes de ir embora. Na minha opinião: pura perda de tempo! Então, para quem puder, deixe Istambul para o final. Modéstia a parte, nosso roteiro ficou dez e quem quiser, está aqui para servir de inspiração.

Se você é daqueles que se aventura em organizar sua própria viagem, vai aqui uma boa dica: compre as passagens para Turquia ou as passagens para utilizar dentro da Turquia diretamente da empresa aérea Turkish Airlines. Você pode conseguir condições de preços imbatíveis!

Capadócia:

turquia7

Primeiro vale dizer que a Capadócia é uma região que fica no centro da Turquia e não uma cidade, como alguns pensam. A região é composta de algumas cidadezinhas que estão bem preparadas para o turismo, com muitas opções de hospedagem, entre elas: Göreme, Nevsehir, Uçhisar e Urgup. Nós optamos por ficar em Goreme e eu recomendo.

Existe algumas formas para se chegar na Capadócia e a melhor, no meu ponto de vista, foi pegar um vôo até Kayseri, que fica a pouco mais de uma hora de distância de carro de Goreme. Fechamos todo o traslado diretamente com o hotel. Nos hospedamos no Traveller´s Cave, que eu também super recomendo! Comprei as diárias pelo Booking e depois entrei em contato com o hotel via e-mail para me apresentar e pedir as orientações. O inglês funciona bem, graças! Então eles agendaram nosso transfer e disseram que os demais agendamentos (passeios) poderiam ser feitos todos por lá, na hora, com a orientação deles.

Traveller's Cave Hotel, Capadócia - Turquia

Traveller’s Cave Hotel, Capadócia – Turquia

Dito e feito! Não necessitamos de nos preocupar com absolutamente nada! Tudo que precisamos referente a passeios e meios de transporte foi feito a partir do hotel e seu responsável, Bekir Coşkun, um homem muito prestativo.

Para Capadócia, de três a quatro dias são o suficiente. O passeio de vôo de balão, o mais conhecido, tem saídas diárias e bem cedinho. Em determinadas épocas do ano tem saídas de tarde também, mas não enquanto nós estivemos por lá. Se vale a pena? Muito! Quanto custa? Aproximadamente R$ 450,00 por pessoa. Voamos pela Buterfly Balloons (recomendo!), num cesto com capacidade para 16 pessoas e foi uma experiência única. Para ser sincera, eu sempre sonhei em voar de balão, mas nem nos meus melhores sonhos imaginei que pudesse ter sido como foi.

Butterfly Balloons, Capadócia - Turquia

Butterfly Balloons, Capadócia – Turquia

turquia3

turquia4

Digo que também vale muitíssimo a pena conhecer alguma das cidades subterrâneas. Visitamos a Derinkuyu, que é bem interessante. Alguns livros registram que em tempos antigos chegou a habitar o local cerca de quinze mil pessoas. O lugar não é claustrofóbico, pode ir sem medo.

Derinkuyu, cidade subterrânea. Capadócia - Turquia

Derinkuyu, cidade subterrânea. Capadócia – Turquia

Existe alguns roteiros guiados que visitam determinados pontos da Capadócia. O trajeto passa por mirantes, um lindo canyon, mosteiro e a cidade subterrânea que citei acima. Na verdade, nossa intenção era conhecer alguns locais de bike, pois existe esta opção, de alugar bicicletas. Mas pegamos dias de constante garoa, o que tornou a intenção inviável.

Em Goreme tem um museu a céu aberto que é bem legal de conhecer. E para quem optar por se hospedar em Goreme, pode até mesmo ir a pé. Nós fizemos isso, mesmo com os chuviscos. Para quem gosta do contato com os locais, eu recomendo muito. É comum ver pessoas vendendo frutas, sucos, sementes e souvenires, de um jeito bastante simples, mas com muito afeto a atenção com o turista.

Museu a céu aberto em Goreme, Capadócia - Turquia

Museu a céu aberto em Goreme, Capadócia – Turquia

De todos os lugares que passamos na Turquia, a Capadócia, de longe foi o que mais me marcou. A impressão era de estar vivendo num cartão postal. Numa vida totalmente pacata e sem possibilidade e nem um pingo de intenção de crescimento ou modernização. Para mim foi bem chocante, afinal, chegamos na Turquia pela Capadócia, então imaginem… Não que eu não tenha gostado de Istambul e Pamukkale, longe disso. Mas Istambul, querendo ou não, é uma metrópole, com características de metrópole e Pamukkale… Ah, Pamukkale é um caso a parte, que falarei num próximo post. Até lá!

Beijos, beijos.

Maria F. Mazzer

Siga o blog pelo facebook: Afe, Maria!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: