Lar doce lar

11 set

casasacada

“É bela a minha casa e eu gosto dela
como se gosta de algo que sonhado
vai sendo a pouco e pouco trasnformado
na realidade que o destino sela.

E assim feliz com o sonho realizado
eu gosto de viver, de morar nela”

O livro eu não li. Mas estes dizeres são do poeta brasileiro Théo Drummond (85), em Minha Casa, do livro Voo de Nuvem.

Foi o que me mostrou a parte mais interessante e única, (na minha opinião), da revista Caras, na espera de um consultório médico. Sabem? Aqueles dizeres das primeiras páginas que vem sempre junto de uma foto bonita? Então, dali mesmo.

Pois bem, os dizeres são dele, Théo Drummond, mas o sentimento também pode ser meu, seu… Afinal, não há, neste mundo, lugar melhor do que a casa da gente.

Bom dia lindo!

Beijos, beijos.

Maria F. Mazzer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: